"Vida e opinião de uma mulher de fases"

30 outubro 2014

Outubro Rosa (Toque suas tetas)

Sei que o mês já está acabando, mas nunca é tarde para conscientizar sobre a importância de fazer o autoexame das mamas. 
Créditos
Muita gente já falou do assunto em todas as redes possíveis e para não ser repetitiva eu decidi trazer um vídeo super legal que eu vi o mês passado no canal Acidez Feminina,  vale a pena dar uma olhada:



Então, vim trazer esse post só pra dar uma reforçada na campanha. Não basta colocar um lenço ou fazer uma make rosa, é preciso fazer o autoexame! Toquem os seios de vocês sempre, assim será mais fácil notar caso algum caroço apareça e se perceber algo diferente corra para o médico.

Como vocês já sabem, eu faço parte do grupo Rotaroots e um dos temas da blogagem coletiva desse mês é sobre o Outubro rosa, caso queira ver mais posts sobre o tema basta dar uma olhadinha lá.

Besitos!

21 outubro 2014

5 coisas a saber antes de ter um cachorro

Pensando em ter um cão mas não tem muita noção sobre o assunto? Nesse post eu falo sobre cinco coisas que você deve levar em consideração antes de ter um cachorro.



Vídeo:



Se inscreva no canal:


1. Gastos e mais gastos - querendo ou não seus gastos aumentam quando se tem um cachorro. É com ração, vacinas, castração, colar anti-pulga...então você tem que pensar que são gastos para ao menos uns 15 anos. Sem contar que você dever ter sempre algo economizado para qualquer emergência veterinária.

2. Muita responsabilidade - a partir do momento em que você tem um cãozinho você se torna responsável dele e tem que pensar que um cachorro dá trabalho e precisa de cuidados específicos.

3. Toma seu tempo - seja para fazer exercícios ou até mesmo para ir ao veterinário, você precisa tirar um pouco do seu tempo pra ele.

4. É preciso muita paciência - cachorro faz bagunça, suja a casa, se suja, te suja, come lixo e faz muitas travessuras até mesmo quando estamos vigiando. Portanto se você não tem paciência é melhor não pegar pra cuidar.

5. Adotar ou comprar? - No caso de comprar, você precisa pesquisar bem para encontrar um vendedor confiável e também saber a raça que se identifica com sua personalidade (mais agitado ou mais calmo). Eu escolhi um Golden Retriever porque essa raça é dócil por si e isso me ajudou a ter mais confiança para até mesmo encostar nele (pra quem não sabe eu tinha pânico de cachorro). Sobre comprar também tem a questão do preço, que dependendo da raça pode ser bem alto. O bom da adoção é que além de ser grátis você também estará ajudando tanto as ONGs a se liberarem um pouco dos animais que eles tem, quanto um animalzinho que passou por momentos muito difíceis na vida (ou até mesmo evitando que ele passe por esse tipo de situação).

Caso tenha decidido que ainda não está preparado para ter um cão em sua casa, saiba que também é possível apadrinhar ou até mesmo ajudar no mantenimento de alguma ONG de animais, se tiver interesse é só buscar a mais próxima de você.

Besitos!

14 outubro 2014

Como escolher seu vestido de noiva

Já faz um bom tempo que eu comecei a organizar as ideias para o meu casório (pra quem não sabe eu já sou casada no civil) e uma das primeiras coisas que eu fiz foi começar a buscar vestidos de noiva e até que encontrei super rápido o meu, que já está guardadinho aqui em casa. Com isso, eu vim dar algumas dicas que podem ser de ajuda na hora de você escolher o seu.



Saiba o que combina com seu corpo
Nunca se baseie em como os vestidos ficam nas modelos, a não ser que seu corpo seja igual ao delas. Vestir bem no geral depende muito de usar peças que combinam com seu tipo de corpo e com o vestido de noiva não seria diferente, né?! De nada adianta você comprar um vestido que fica lindo na modelo da foto, mas que no seu corpo fica horrível. Por exemplo, eu sou louca com o vestido de noiva da Kate Middleton, porém, como a distância do meu ombro até o meu peito é muito curta, esse tipo de vestido faz com que esse espaço pareça ainda menor. Eu provei vários modelos nesse estilo e quase morri de desgosto ao ver que em mim não ficava legal e teria que comprar outro tipo de vestido, por isso é importante não se obsessionar com um único modelo.



Experimente vários modelos diferentes!
Existe a possibilidade do modelo de vestido que você quer (o tipo de decote, o tom do tecido etc) não combinar com você, por isso, na hora da compra vá com a mente bem aberta para novas opções. Esteja disposta a provar aquilo que você até disse que nunca usaria, você pode se surpreender! Eu por exemplo, odiava o tule e o meu vestido é praticamente feito só com esse tecido. Prove um vestido de cada modelo disponível na loja, isso te ajudará a ver mais claramente o que quer e o que definitivamente não.


Compro pela internet ou em uma loja física? 
A meu ver, um vestido de noiva é algo muito importante para se arriscar comprando online. Você pode até dar uma olhada pela internet, mas não se obsessione em encontrar o vestido perfeito, porque nem sempre o que vemos na rede podemos encontrar nas lojas.
Eu encontro mais agradável e confiável comprar (ou alugar) em uma loja física, onde você poderá experimentar previamente a peça e ainda solicitar ajustes no tamanho. Além de poder provar outros modelos e ter certeza que escolheu bem.



Leve os acompanhantes adequados!
Além da escolha do meu, eu tenho muita experiência vendo programas sobre o assunto e com isso pude analisar alguns erros comuns das noivas a respeito dos acompanhantes.

1. Levar mais de cinco acompanhantes. Eu acho 5 o número MÁXIMO de pessoas que se deve levar, porque um número maior que esse pode atrapalhar mais do que ajudar. Aqui também se encaixa a regra do "menos é mais", pois tudo o que uma noiva menos precisa é gente tumultuando e dando opinião demais ao ponto de confundi-la. "Ah, mas se eu não levar fulano vai ficar com raiva de mim!", então, fulano tem que crescer! Pense, se uma pessoa assim só de não ser convidada já fica emburradinha, imagine se você não escolher o vestido que ela gostou. Vai dar confusão.

2. Levar pessoas que só sabem criticar. Sabe aquela sua parente invejosa que coloca defeito em tudo? Pois é, o dia da escolha do seu vestido é a pior ocasião pra você pedir sua ajuda.

3. Querer agradar a todo mundo. Esse é um dos principais motivos para o fracasso, pois é algo impossível. Sempre haverá alguém, por mais perfeito que seu vestido seja, pra colocar algum defeito nele, seja na pedraria, no formato, no preço... Portanto, é preciso escolher a dedo as pessoas com as quais você quer compartir esse momento, pois se todas elas tiverem ideias distintas sobre o vestido, isso pode complicar sua decisão.

4. Levar pessoas que estão brigadas ou não se dão bem. Chamar a sua mãe é quase que uma obrigação para esse dia, mas daí você convidar sua madrasta já é demais. E nada de levar sua irmã e chamar a sua cunhada que ela odeia.

5. Levar o noivo. Superstições a parte, os noivos dificilmente são de ajuda nessa hora e acabam querendo que a noiva use o que eles querem e não o que ela quer. 


Agora um exemplo: Eu tenho muitos parentes, mas minha família de solteira está constituída pelo meu pai, minha mãe, minha irmã e minha tia Di (que ajudou a me criar). Portanto essas seriam as pessoas que eu consideraria levar. Eu tenho três amigas muito próximas, mas eu não levaria nenhuma porque são totalmente diferentes uma da outra e ainda, entre duas delas, o "santo não bate". Eu também tenho padrasto e madrasta, mas eles não tem nada que ver nesse momento (pelo menos no meu caso), assim como minha sogra, cunhada etc. Desta forma evito tumulto e confusões.

Também não acho legal ficar mostrando pra todo mundo o seu vestido antes do casamento, no meu caso só minha mãe e duas amigas viram meu vestido, pois eu comprei aqui na Espanha e da minha família mesmo só tinha ela aqui. 


Programa "Say yes to Dress Atlanta" 
Dica para assistir: "O vestido ideal" do canal Discovery Home and Health (em inglês "Say Yes to the Dress" no TLC e aqui na Espanha "El vestido de tu boda" no canal Divinity). Eu amo assistir esse programa, principalmente a versão de Atlanta (essa da foto).

Lembrando que pode haver exceções e que eu não estou aqui para impor regras e sim para dar dicas, a partir da minha própria experiência.

Espero muito que esse post seja de ajuda!
Tem alguma outra dica sobre o tema? Deixe aqui nos comentário!

Besitos!

10 outubro 2014

Desvantagens de morar em outro país

Oi femininas!
Muitos brasileiros tem vontade de viver em outro país e a grande maioria não tem noção da parte ruim de morar fora. No vídeo de hoje eu venho falar sobre algumas das dificuldades que eu encontro por morar na Espanha.

viver no exterior

Veja: 



Se inscreva no canal:

Besitos!

02 outubro 2014

O que vender na escola ou faculdade

A vida de estudante não é fácil, principalmente em questões financeiras, pois quando se está na escola ainda não se pode trabalhar e quando se está na faculdade, todo o seu salário vai em mensalidades, transporte e xerox. Por isso muita gente opta por fazer uma renda extra vendendo coisas em seus ambientes de estudo ou na porta dos mesmos (tudo dependendo das regras da escola ou faculdade, pois algumas não aceitam), mas a grande questão é "O que vender?".

A comida é a grande aposta nesse tipo de negócio, sabe por quê? Já viu o quanto estudar da fome? Então, querendo ou não sempre haverá ao menos uma pessoa para comprar de você. E aí vai algumas opções:

Bombons e/ou trufas - eu era uma das principais clientes de uma menina que vendia na minha sala, era viciada nos bombons que ela mesma fazia. O único ponto negativo que eu encontrei é o fato de se necessitar uma bolsa térmica para transportá-los sem correr o risco de que derretam.

Foto: Ormuzd Alves

Frutas com chocolate - Você pode colocar um ou vários morangos em um palito e cobri-los de chocolate. Também pode usar outras frutas como uva, maçã, quiuí, banana...
morango, banana e kiwi


Cupcakes - os doces mais fofos do mundo! É necessário um pouco mais de pratica para fazer essa delícia, mas não é nada de outro mundo pra quem tem paciência e jeito pra coisa.


Docinhos - brigadeiros, beijinhos, cajuzinhos, de leite em pó, o que não falta são opções.


Salgadinhos ou sanduíches - ótimo para vender em horário de recreio ou do almoço. O lado ruim é que você tem que saber fazer e muito bem.


Lembre-se também de caprichar na decoração do seu produto, pois pode fazer uma grande diferença na hora de conquistar seu público e enfrentar a concorrência!

Gostaram das sugestões?
Besitos!

Compartilhe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...