"Vida e opinião de uma mulher de fases"

25 março 2015

Diário de uma anoréxica

Oi femininas!
Faz bastante tempo que tenho esse livro, mostrei quando comprei aqui, mas como tudo na minha vida está estava uma bagunça, eu demorei muito pra ler e trazer a resenha do mesmo. 
Estou super feliz por estar cumprindo com uma das minhas Metas para 2015, de ler um livro por mês, o que está me ajudando muito a manter o foco. 

Essa é a primeira resenha de livro em vídeo que eu faço, então, caso prefira ver o vídeo, vá para o final do post.

"Diário de uma anoréxica"
Titulo original: Le pavillon des enfants fous
Autor: Valérie Valère
Ano de publicação: 1978
País de origem: França
Nota: 4/5


Sinopse (da contracapa, traduzida por mim): Aos 13 anos de idade, Valérie Valère foi internada em um hospital psiquiátrico de Paris vítima de uma anorexia nervosa. Dois anos depois, a jovem percorreria neste diário surpreendente não só sua particular visão de uma experiencia inenarrável, mas também o grito desgarrador de uma menina com um futuro incerto. 

Testemunho implacável do calvário que supõe o tratamento de uma doença que provoca graves sequelas físicas e psicológicas, Diário de uma anoréxica não é, em palavras da autora "uma obra literária. Descrevo meu próprio sofrimento"


O que eu achei: Gostei muito do livro, achei a forma como foi escrito bem íntima e pessoal, muito adequada para tema. Esse livro é bem intenso, pois é uma história real e você fica pensando que alguém realmente passou por aquilo, não é uma coisa inventada.
A Valérie é extremamente sincera com a forma que se expressa, ela não tenta ser perfeita ou esconder seus defeitos. Ela conta tudo, até mesmo os pensamentos mais egoístas e perturbados.

O livro inteiro pode ser, pra muita gente, um TW (Trigger Warning, que seria como uma Alerta de gatilho ou aviso de conteúdo que possa lembrar algum trauma) pois ela vive dizendo o quão nojenta são pessoas gordas. Mas também acho que seja interessante pra gente refletir sobre o ponto em que chegamos por causa desse padrão tão surreal que nos é imposto. 

Eu pensei que o livro fosse questionar bem mais o padrão, porém a autora fala mais sobre os problemas familiares, os dramas de seus pais e dá a entender que tudo isso ajudou ou a levou a não querer mais comer. o que é interessante, pra alertar sobre como a falta de estabilidade familiar pode afetar uma pessoa. 
Uma curiosidade, é que o título original em tradução livre seria algo como O pavilhão das crianças loucas.
É um livro pequeno, não é o melhor do mundo, mas acho que vale muito a pena ler!

Formato e editora: A editora é a RBA. A capa é 21X13 e dura. A fonte tem um tamanho bom o suficiente pra não precisar forçar as vistas. Os capítulos estão divididos, porém alguns são bem mais longos que os outros, o que fez com que a leitura fosse um pouco cansativa em alguns momentos. 

Preço: Comprei por três euros. Mas não encontrei a versão dele em português. Em espanhol eu vi em alguns sites pra vender por 6 euros. 

Veja a resenha em vídeo:




Se inscreva no canal: 



Então, o que vocês acharam dessa resenha? Já leram esse ou algum livro parecido? Deixe sua opinião nos comentários. 

Besitos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eba! Veio deixar um recadinho? Fique a vontade! ♥

Compartilhe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...